N.World
Projeto Pagoda

Projeto PAGODA: desenvolvimento de um Campus Inteligente na Universidade de Múrcia (UMU)

Bosonit, apoiado pelo Tecnologias Elliot Cloud, através do Projeto Pagoda, estamos comprometidos com a digitalização e a aplicação das tecnologias IoT (Internet das Coisas) para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas. Em colaboração com a Universidade de Múrcia, criamos um projeto de Campus Inteligente para melhorar e otimizar os processos relacionados às instalações, serviços e infra-estruturas, buscando alcançar a sustentabilidade do site através da implementação de sensores nas infra-estruturas para coletar informações sobre aspectos como, por exemplo:

  • Consumo de energia (Energia Inteligente).
  • Produção de energia.
  • Controle e monitoramento de laboratório.
  • Controle de placas nos estacionamentos.
  • Verificação das emissões de CO2.
  • Temperatura e umidade dos edifícios.
  • Gerenciamento de resíduos.

Ao monitorar esses processos, é possível conhecer e calcular o impacto de certos eventos, eventos ou atividades que servem como fonte de informação para melhorar a tomada de decisões, o planejamento e a resolução de problemas específicos ou de longo prazo que possam surgir. A Universidade de Murcia é uma das universidades pioneiras na implementação de projetos desta natureza e a direção considera fundamental a digitalização de seu campus através da implementação de Tecnologias IoT para saber mais sobre o que está acontecendo nele.

Com estes dados analisados, é possível ajustar os custos de energia e água dos edifíciosO projeto também tem sido utilizado para controlar e desviar o tráfego se houver congestionamentos em determinados pontos do campus ou se um estacionamento estiver cheio, notificando outras vagas de estacionamento, entre outras variáveis. Desde sua implementação, os primeiros resultados positivos do projeto já podem ser vistos imediatamente em diferentes áreas, como mostra a tabela a seguir o jornal La Verdad:

  • O consumo de energia do campus foi reduzido em 26%.
  • O pegada energética foram reduzidas em 15% para 17% em termos de emissões de CO2.

Objetivo do projeto Pagoda

O objetivo do projeto Pagodda é projetar e desenvolver uma plataforma para Campus Inteligente para a Universidade de Murciacombinando tecnologias 5G, IoT e NFV que, amalgamadas com técnicas de IA, fornecerão inteligência coletiva para a Universidade a fim de melhorar a eficiência e a sustentabilidade do meio ambiente onde é aplicado, ao mesmo tempo em que simplifica sua gestão, tentando alcançar o Toque Zero (minimizando a intervenção humana).

O que é PAGODA?

A PAGODA pretende ser uma plataforma versátil e inteligente, cobrindo os três níveis do paradigma Nuvem / Fog / Edge Computing e tenta aproveitar ao máximo os benefícios que obtém da camada de rede (5G) para oferecer serviços virtualizados. Ele utiliza informações de sensores de todos os tipos implantados em todo o campus, das redes existentes (5G, 4G, WI-FI, Bluetooth, LORA, etc.) e dos equipamentos conectados a essas redes (celulares, cartões, barreiras de acesso, veículos, etc.) para gerenciar eficientemente os serviços executados na plataforma, assim como a própria plataforma.

A plataforma pode ser gerenciada a partir de um portal web e permitirá o upload de novos serviços que podem fazer uso da IA embutida na plataforma sem que os serviços tenham que implementá-la.

A PAGODA é uma plataforma distribuída, permitindo o processamento de nós de borda com escolha dinâmica, dependendo do tipo de serviço e das condições ambientais, seguindo o paradigma de computação MEC.

Para demonstrar que tudo isso é possível, preparamos uma série de casos de uso que, quando aplicados em conjunto, darão à Universidade de Murcia um campus inteligente e adaptáveis, prontos para facilitar as tarefas de seus usuários em sua vida diária no campus para o futuro.

logotipo pagoda umu

 

Tecnologias utilizadas no Projeto Pagoda

  • Vermelho 5g MPN (oferecido pela 5G SA)
  • Angular 11 (portal web)
  • Keyrock, Authzforce e Wilma (componentes FIWARE para gerenciamento de acesso)
  • Apache Kafka
  • Python
  • Ski-Learn, TensorFlow Lite e xGboost bibliotecas
  • Grandes Ferramentas de Dados: HDFS, MapReduce2, YARN, Tez, Hive, Zookeeper, Kafka, NiFi, Spark2, Zeppelin Notebook e Ranger
  • NFV e CNF (virtualização de serviços)
  • OSM (orquestração de serviços virtuais e aplicações SCM)
  • Openstack e Kubernetes
  • ONOS (controlador SDN)
  • 5 CRESCIMENTO (orquestração e agregação de telemetria)
  • Prometheus (monitoramento e alertas)
  • freeRADIUS (serviços de autenticação e autorização de redes WiFi)
  • PostgresSQL e MongoDB
  • IdLoc. (Base de dados de localização)
  • AWS
  • Elliot Cloud como um servidor IoT

 

Este projeto piloto foi co-financiado com fundos do FEDER e da União Européia. Centro para o Desenvolvimento da Tecnologia Industrial (CDTI)